FILTAR POR:  

Novidades Editshare

EditShare® um líder em tecnologia de armazenamento compartilhado e soluções de fluxo de trabalho tapeless “end-to-end”, anuncia o lançamento da nova plataforma XStream EFS

O novo XStream EFS foi desenhado para suportar fluxos de trabalho de grande escala que necessitem de uma grande largura de banda , grande volume de ingest, transcodificação, edição colaborativa online e distribuição multi-plataforma de HD, 2k, 4k.

Entre as características mais importantes realçamos
• Armazenamento de baixa latência e alto rendimento
• Escalabilidade a muitos petabytes e centenas de milhões de ficheiros
• Aceleração de fluxos de trabalho de media – ingest, edição colaborativa e playout
• Suporta 2k e 4k sem compressão
• Sistema de ficheiros “Single Namespace”
• Rebalanceamento automático dos dados com a adição de novos nós
• Múltiplos níveis de redundância permitindo níveis mais altos de protecção de dados
• Arquitectura com visão de futuro que maximiza o uso do armazenamento

Um sistema XStream EFS pode começar por 128TB e crescer até muitos petabytes. Um servidor de 1,5RU pode incorporar 16 discos de 3.5”.

O sistema XStream EFS está baseado em 6 nós de armazenamento de disco, cada um com a sua própria placa base, CPU e configuração de hardware RAID-6.
Cada nó individualmente tem uma performance de leitura/escritura que pode exceder os 2GB/s, assim como redundância que pode sobreviver à perda de duas unidades de disco.
Os sistemas XStream EFS começam com um mínimo de quatro nós ligados por Ethernet de 10 Gigabit ou 40 Gigabit. Cada vez que é escrito um arquivo num sistema XStream EFS, partes desses dados – juntamente com um segundo nível de informação de redundância – são distribuídos por vários nós de tal forma que se consegue a velocidade combinada dos nós, com uma segurança adicional que protegerá os ficheiros incluindo em caso de falha de um nó por completo. Todos os metadados do arquivo são escritos em controladores redundantes de metadados de alta disponibilidade.

Expandir um sistema XStream EFS é tão simples como adicionar um novo nó e fazer click em alguns botões de uma página web. No fundo são partes de dados que são redistribuídos imediatamente por vários nós até que cada nó tenha aproximadamente a mesma quantidade de espaço livre.

Consulte a pagina para obter informações adicionais sobre este sistema.

Novo FLOW 3.2, o MAM da Editshare

Esta nova actualização do Flow conta com uma vintena de novas características incluindo a compatibilidade com os codecs 4K standard da industria; capacidades únicas de carga e descarga de ficheiros que ampliam a possibilidade de colaboração remota do AirFlow, um portal web dentro do Flow; opções de distribuição e transcodificação totalmente automatizadas.

Suporta até seis canais de Ingest HD-SDI num único servidor de Flow. Compatibilidade com Closed Caption para formatos MOV. Ingest de ficheiros de áudio suportando o ingest do áudio de ficheiros de vídeo, formatos WAV e AAC, com ficheiros proxy gerados em background.

Consulte a pagina para obter informações adicionais sobre este sistema.

Entre em contacto connosco, para mais informações.


thomsonNovidades Thomson Video Networks – Encoding and Transcoding

1) Encoder ViBE EM4000

O encoder ViBE EM4000 teve duas novas versões, a 2.65 e a 2.70:

a) A v2.65 traz as seguintes novidades:
– Melhoria na compressão vídeo MPEG-2 SD em tickers e banners.
– Componentes áudio a partilhados em modo simulcast: Desde a versão 2.60 que é permitido emparelhar canais de codificação, usando a mesma fonte de SDI para encoding simulcast. Agora esta funcionalidade é estendida para permitir a partilha dos componentes de áudio entre canais emparelhados. Exige que o chassis esteja configurado para fazer a saída de todos os canais codificados num só MPTS. O beneficio é a poupança de licenças de software pois apenas metade das licenças são necessárias, para, por exemplo, codificar uma fonte em CBR e em VBR utilizando os mesmos componentes de áudio.
– Criação de serviços de rádio não ligados a um vídeo. Permite que um serviço de rádio tenha o seu próprio PCR. A entrada de áudio para o serviço de rádio é o áudio embebebido no video que entre no BNC. O áudio, num serviço de rádio, pode ser codificado em mono ou estéreo em MPG-1 layer II, AAC-LC, HE-AAC ou HE-AAC v2 (ainda não em Dolby ou 5:1).
– Acrescenta mais funções áudio SMPTE 2020: Antes SMPTE 2020 só estava disponível em codificação HE-AAC e agora está também disponível em AAC-LC e Dolby Digital (AC-3)
– O sistema passa a suportar caracteres chineses.

b) A v2.70 acrescenta uma sensível melhoria na qualidade de compressão MPEG-4 AVC, tanto em SD como em HD, através de melhorias no algoritmo. Em HD conseguiu-se uma melhoria de 4% e em SD de 3% (tanto em CBR como em VBR). Os resultados foram confirmados por medições objectivas (PSNR e SSIM). Os melhoramentos incluem especificamente melhorias em:
– Mosquito Noise effect
– Qualidade da imagem, especialmente nos conteúdos mais difíceis de codificar
– Ajustes no algoritmo Flexstream para melhor servir a codificação de conteúdos mais difíceis
– Melhorias na codificação no corte entre cenas
– Melhorias na gestão de borders dos banners e tickers.

A Foxtel, o fornecedor líder de pay-TV australiano, adquiriu para a sua plataforma de DTH a ultima geração de encoders ViBE EM4000, NetProcessors 9040 (processador de vídeo e multiplexer), switches de redundância Amethyst e sistema de gestão XMS. A qualidade da imagem codificada em MPEG-4 AVC e o facto de se poder codificar 8 canais em 1RU foram determinantes. Há 12 anos que a Foxtel é um cliente fiel aod produtos Thomson.

Conheça melhor o encoder EM4000 aqui

2) Encoder Multiscreen e HEVC VS7000

a) Nova versão v03.05. Aqui tem as novidades:
– SCTE-35 conditioning. Nos paramentos chunker, o VS700 oferece a possibilidade de inserir um fragmento/segmento de start com uma imagem IDR nos splice-points assinalados com comandos SCTE-35 splice_insert a chegar
– RTMP. O atraso máximo entre 2 ligações consecutivas a um servidor RTMP pode agora ser configurado utilizando a saída RTMP.
– HTTP Live Streaming. O suporte de HLS versão 3 está agora disponível na saída HLS. E acrescenta a capacidade de rollover para o HLS. Define-se o número de segmentos e quando esse limite é atingido, o VS7000 cria automaticamente uma nova directoria para guardar os segmentos.
– Chunker. A codificação para WebTV pode agora ser optimizada utilizando um só encoder para HLS e outro formato simultaneamente, utilizando diferentes configurações de chunking. Para isso o VS7000 permite agora ter 2 tamanhos de chunking em paralelo. Duração (parâmetro utilizado por MPEG-DASH e Smooth Streaming) e Duração de segmento (parâmetro utilizado por HLS). Pode ainda escolher entre 2 estratégias de gestão de chunking, entre duração fixa, em que o numero de frames por chunk é ajustado para ficar o mais próximo possível da duração total fixa, ou Número fixo de frames, em que a duração do chunk é ajustada de modo a que cada chunk tenha exactamente o mesmo numero de frames.
– Vídeo. Quando codificando em H.264, pode agora ser configurado o aspecto ratio para o forçar a ter um formato compatível DVB (ETSI TS 101 154 v1.11.1).
– Inserção de logos. No menu de inserção de logos o parâmetro “mute” é agora introduzido permitindo que o logo não saia na saída de vídeo.
– Áudio. É agora admitido um workflow de áudio mute”. Quando activado o áudio é silenciado.
– Extracção de legendas. O modulo de workflow “TS Component Extractor” foi modificado. O campo “Subtitle Type” pode agora ser configurado para Any, DVB Subtilte ou Teletext Subtitle, o campo “Subtitle Component” pode agora ser configurado para Any, Normal ou Hearing Impaired e o campo “Language field” pode agora ser configurado para Any ou ISSO language Code.
– Legendas, melhorias em Smooth Streaming. Quando se extrai legendas de uma entrada de TS, há agora a possibilidade de configurar “subtitle stream name”, de configurar FOURCC (four character code) e o utilizador pode configurar o ttml sintax. O FOURCC é utilizado para identificar o tipo de legendas. Quando configurado para “auto” o FOURCC é programado para DXFP no caso de teletexto EBU e para TTML no caso de legendas DVB.
– Legendas TS. O ViBE VS7000 extrai legendas vindas da entrada de banda base e encapsula-as no TS. Os formatos de entrada suportados são SMPTE-301, ITU-T BT 653.3 system B e OP-47, formato SDO (Subtitling Distribution Packet).
– Geração de SDT. Na saída TS é agora possível gerar, opcionalmente, uma tabela SDT, incluindo uma descrição da lista de serviços. A informação (nome do serviço, tipo do serviço, nome do fornecedor e id ON) é metida no interface multiplexer.
– Nova plataforma de 1RU. Para reduzir o custo dos servidores, é agora permitida a opção de se ter um servidor sem HDD ou com duplo HDD em configuração RAID.

b) A Thomson editou uma nova nota de aplicação com o nome “Ultra HD channel off-line encoding and playout”.

c) A Akamai certificou o Cloud enabled ViBE VS7000 para a sua plataforma Akamai Technologies Intelligent platform.

d) A Thomson Produziu 2 artigos que podem ser do seu interesse:

– “Cloud Economics and MediaFlex OS”. Pode lê-lo aqui
– Behind Every Screen: A New Vision for Video Service Delivery”. Pode lê-lo aqui

Conheça melhor o encoder multicreen e HEVC VS7000 aqui

Entre em contacto connosco, para mais informações.


avidAvid Media Composer nova versão v8.2

A Avid disponibilizou a partir de 20 outubro 2014, a nova versão 8.2, para a sua aplicação de edição Media Composer:

Esta nova versão incorpora novos recursos para acelerar fluxos de trabalho criativos e reforçar o poder de novas ferramentas, tais como:

• A renderização de fundo. Processamento em segundo plano, permite continuar a trabalhar com o software de edição Media Composer, enquanto se desenrola processamento. Utilize a janela Background para confirmar o progresso do processamento e gerir tarefas.
• Bins favoritos. Permite ter uma ou mais janelas de Bins disponíveis, independentemente onde o projeto possa estar localizado. As informações do projeto no “Select Projet diálog:” mostram o tipo de projeto, o espaço de cor, tamanho do raster, taxa de fotogramas por segundo, perfil estereoscopico e muito mais, antes de abrir o projeto.
• Filtro rápido na janela de projecto. Filtrar rapidamente os Bins na janela do projeto com base num texto específico. Marcador de Pesquisa: Pesquisa por nome de marcadores e por comentários na janela de busca, através de todas as sequências e master clipes num projeto, em recipientes abertos ou fechados.
• Cache de imagem para Thumbnails. Melhorado o modo de carregamento, permitindo um deslocamento e redimensionamento de um grande número miniaturas nos bins e na linha do tempo. Além disso os parâmetros de cache de mídia permite que os operadores possam define o tamanho da memória e do cache de disco.
• Suporte para licença flutuante redundante. Permite configurar uma licença flutuante de servidor adicional como se trata-se de um servidor backup. Quando o servidor primário vai abaixo, o editor usado sem problemas, a licença do servidor backup e continua a trabalhar. – Não há risco de perder o acesso às suas licenças.
• Melhor gestão de mensagens no Gestor da Aplicação: Passa a exibir as mensagem em ordem cronológica e possibilita escolher que tipo de mensagens o utilizador deseja receber.
• DMF suporte para arquivos DPX. O plugin AIS (Avid Sequencer Imagem) agora suporta fluxos de trabalho DMF. Usa perfis para automatizar a ligação, consolidação, transcodificação e cópia de ficheiros DPX em segundo plano usando perfis DMF.

Em suma, esta nova versão do software de edição não-linear Avid Media Composer permite aos utilizadores maximizar a sua eficácia e concentrarem se nas suas tarefas criativas.

Poupe tempo – e dinheiro – com a renderização de fundo, garanta tempo de trabalho graças às licenças flutuantes redundantes, passe a encontrar rapidamente os conteúdos que necessita com filtros rápidos, Bins de pesquisa favoritos e bookmarks.

Todas estas características e outras, garantem que os utilizadores tirarem o máximo proveito de sua experiência de edição.

Entre em contacto connosco, para mais informações.


autodeskAutodesk Smoke 2015 ext1 e Flame 2015 ext3

SMOKE 2015 Ext1

A Autodesk anunciou a disponibilidade a partir do centro Autodesk Subscription da Extensão 1 para o software Autodesk® Smoke® 2015. O Smoke 2015 oferece um poderoso fluxo trabalho de efeitos não-linear projetado para ajudar os editores obter resuldados de alto nível.
O novo Smoke 2015 Extension 1 incorpora o editor de tabelas (LUT) e Matchbox na linha do tempo. Desta maneira facilita o trabalho dos editores, onde podem aplicar correções de cores e adicionar efeitos aos seus trabalhos de forma rápida e facil. Além disso, o extensão 1 fornece módulos de suporte Sparks.
Por outro lado, o Smoke 2015 Extension 1 oferece uma maior compatibilidade com um alargado número de codecs, ajudando os editores para trabalhar mais eficientemente. A Extensão 1 suporta RED SDK 5.0 com compatibilidade com ACES; Sony® RAW SDK 2.3 com novas opções de getão de cores S-Gamut-3; ARRIRAW 4,5 com as novas opções Alexa (OpenGame, Anamórfico, e corte); XDCAM HD, HD422 e codificação EX (MXF OP1A); DPX RGBA 8, 10, 12, e 16-bit (importação e exportação); drop frame DPX (29.97fps) e metadados TVRate (importação e exportação).

FLAME 2015 Ext3
Em 16 de dezembro de 2014, a Autodesk disponibilizou a Flame 2015 Extensão 3. Esta extensão oferece algumas novas funcionalidades para melhorar os fluxos de trabalho em Flame.
A extensão 3 vai aumentar a flexibilidade e desempenho:
• Licenças Flutuantes para software Assist Autodesk Flare ™ e Autodesk Flame já não estão vinculados a uma plataforma específica (sistema operacional Linux ou Mac). Os clientes agora podem optar por executar seus postos de assistente em qualquer plataforma sem ter que solicitar uma nova licença. Isto dá ao cliente a flexibilidade de usar a sua licença (s) em Mac ou Linux, a qualquer momento (Nota: As licenças flutuantes necessitam ser instaladas num servidor de licenças de Linux.)
• A estação de trabalho HP® Z840 é agora certificada para a família de produtos Flame a funcionam com a Extensão 3, permitindo que os clientes que fizerem upgrade para esta extensão possam tirar partido da velocidade e de alto desempenho desta estação de trabalho.

Entre em contacto connosco, para mais informações.

< ANTERIOR 115 16 17 18 PRÓXIMO >